Rua Luciano Lube, 101, Campo Grande, Cariacica - ES - 29146-100
(27) 3236-8163 (13h às 17h) | (27) 3343-0708 | ipcentral@ipbes.com.br

Pastorais

A bondade de Deus

Nosso texto bíblico é Marcos 10.18: “Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus”.

Em nossa Igreja Presbiteriana Central em Campo Grande temos estudado sobre a graça nos últimos dias – e já aprendemos que graça, misericórdia, amor, generosidade e paciência são manifestações exatas da bondade de Deus. Nesse sentido algo curioso é a diferença entre misericórdia e graça: ler mais…

Nossa união com Cristo e suas implicações

Romanos 6.1-8

Paulo passou os dez anos que vão de 47 a 57 A. D. realizando intensa evangelização dos territórios que margeiam o Mar Egeu. O Evangelho fora pregado e igrejas tinham sido fundadas ao longo das principais estradas dessas províncias e em suas cidades principais.

Concluída sua missão nestas terras, tinha de localizar novos campos a conquistar para Cristo. Durante os primeiros dias do ano 57 A. D., ele ditou a seu amigo Tercio, que lhe serviu de secretário, uma carta destinada aos cristãos romanos. ler mais…

O Evangelho do Reino

“Percorria Jesus toda a Galileia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino e curando toda sorte de doenças e enfermidades entre o povo”, Mateus 4.23.

 

O termo reino aparece 317 vezes na Bíblia e tem vários significados; mas basicamente, reino é território, ou povo que é governado por um rei. Conforme o ensino bíblico, o primeiro a montar um governo assim foi Ninrode, descendente de Noé (Gn 10.8-10), e, no período bíblico, o reino mais próspero foi o de Salomão, que começou a reinar no ano 970 a.C., com apenas 20 anos de idade e reinou por 40 anos! Sua grandeza, seu esplendor e sua magnificência ultrapassaram a todas as expectativas de um reino para aqueles dias!

ler mais…

Palavras de Vida

“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim”, João 5.39.

 

Já compartilhamos que as Escrituras Sagradas são PALAVRAS DE MEL. Agora desejamos compartilhar que As Escrituras Sagradas são PALAVRAS DE VIDA.

Muitas pessoas, inclusive pregadores, apontam Jo 5.39 como um mandamento de Jesus, mas não é! Vejamos:

ler mais…

Palavras de Mel

“Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar! Mais que o mel à minha boca”,

Salmos 119.103.

 

Neste versículo do Sl 119 a Bíblia é comparada a palavras de mel e assim como o mel a Bíblia é verdadeiro alimento. As Escrituras Sagradas são palavras de mel – um verdadeiro alimento que deve ser degustado diariamente assim como os israelitas comiam o maná no deserto, Ex 16.31: “Deu-lhe a casa de Israel o nome de maná; era como semente de coentro, branco e de sabor como bolos de mel”. Gafanhotos e mel silvestre eram alimentos básicos de João Batista, Mt 3.4 e Mc 1.6; Jesus comeu “um pedaço de peixe assado e um favo de mel”, após sua ressurreição, Lc 24.42. Uma comparação interessante da Escritura com o mel é que o mel é o único alimento da natureza que não se estraga e continua com as suas propriedades terapêuticas. E o que dizer da Escritura Sagrada? Permanece para sempre! O sabor da Bíblia permanece inalterável! Alguns textos mais:  Sl 19.10; Sl 119.103; Ez 3.3; Ap 10.9,10.

ler mais…

Fevereiro

 

O ano ainda está começando. Na verdade nem começou, pois que, para muitos, “o ano só começa depois do Carnaval”. Mas que tanto frisson é esse encima duma data tão esdruxula como a do Carnaval?!! O mês de fevereiro tem dias tão importantes a serem comemorados e festejados, mas por conta desse frisson carnavalesco e pelo próprio fato de ser um mês mais curto, ler mais…

NECESSIDADES DO HOMEM

Jn 3.1-4, NECESSIDADES DO HOMEM – introdução

Quando lemos o livro de Jonas devemos, em primeiro lugar, lembrar sobre a cidade de Nínive – Nínive era a capital do Império Assírio, um Império que dominou o mundo por mais de 300 anos (900 – 612 a.C.).

ler mais…

O Trabalho

Ainda temos quem questione se o trabalho é um mal necessário ou um bem necessário. Ainda tem gente que considera o trabalho negativamente… Há daqueles que comentam: se eu achar quem inventou o trabalho mando matar!

Ora, afirmamos que o trabalho é um bem, para você e para a empresa; o trabalho é necessário, para você e para a empresa. O célebre reformador, João Calvino, já afirmava: “O trabalho é um ato de glorificação a Deus”.

Veja-se esses versículos bíblicos:

  • Efésios 4.28: “Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado”.
  • 2 Tessalonicenses 3.10: “Se alguém não quer trabalhar, também não coma”.
  • “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso, considera os seus caminhos e sê sábio”, Provérbios 6.6.

Mas, cuidado! Não seja um trabalhólatra; não seja um viciado em trabalho; não seja um trabalhador compulsivo. Descansar é preciso! A família é preciso! Ir à Igreja é preciso! Férias é preciso!
Bom trabalho a todos.