Rua Luciano Lube, 101, Campo Grande, Cariacica - ES - 29146-100
(27) 3236-8163 (13h às 17h) | (27) 3343-0708 | ipcentral@ipbes.com.br

Leia nosso boletim em PDF clicando no botão abaixo

Baixar Boletim Agosto 2018

ORANDO e fazendo MISSÕES

O termo “orando” aparece seis vezes no livro de Atos dos Apóstolos, um livro tipicamente missionário: Atos 1.24; 6.6; 9.11; 11.5; 13.3 e 28.8. Orando vem do verbo orar e em todas essas citações o termo significa que aquela Igreja (ou Paulo ou Pedro) estava falando com Deus e o foco era sempre missionário – quer seja na escolha de um irmão para recompor o quadro apostólico, quer seja na escolha dos primeiros diáconos para que os apóstolos pudessem se consagrar “no ministério da Palavra” ou em outras situações, a Igreja Primitiva estava “ORANDO e fazendo MISSÕES”.

Assim foi, também, na Igreja Presbiteriana dos EUA em meados do século XIX: em maio de 1859 a Assembleia Geral da Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos da América “ORANDO e fazendo MISSÕES” aprovou o relatório da Junta de Missões Estrangeiras com o título “PROPOSTA DE MISSÃO NO BRASIL”. No texto da proposta estava escrito: “Provavelmente não está longe o dia em que o Brasil terá seu lugar entre as nações mais importantes da Terra em população e nos outros elementos de grandeza nacional”.

Foi nomeado, então, o missionário Rev. Ashbel Green Simonton, um jovem de 26 anos, que partiu e viajou 55 dias até chegar ao Rio de Janeiro em 12 de agosto de 1859. A proposta acima orientava que “Seus primeiros objetivos serão: explorar o território, verificar os meios de atingir com sucesso a mente dos naturais da terra, e testar até que ponto a legislação favorável à tolerância religiosa será mantida” – nesse tempo a religião oficial do Brasil era o catolicismo romano, mas havia tolerância religiosa.

Certo é que o jovem missionário, ex-aluno do Seminário de Princeton, “ORANDO e fazendo MISSÕES” iniciou os trabalhos no Brasil ensinando a Bíblia às crianças, e no ano de 1861 já pregava em português. Em 12 de janeiro de 1862 batizava os primeiros convertidos. Simonton morreu cedo, tendo só 34 anos, mas “ORANDO e fazendo MISSÕES” estabeleceu a Primeira Igreja Presbiteriana no Brasil, redigiu o primeiro jornal evangélico em nosso País (Imprensa Evangélica, 1864), ajudou na formação do primeiro Presbitério e fundou o primeiro Seminário (1867).

“ORANDO e fazendo MISSÕES” continua sendo o desafio em nossos dias, e por isso a Igreja Presbiteriana Central em Campo Grande está mobilizada para as reuniões de oração a favor das missões: “ORANDO e fazendo MISSÕES” tendo em vista o campo urbano, principalmente nossas Congregações em Mucuri e Vila Bethânia; “ORANDO e fazendo MISSÕES” tendo em vista o campo além fronteira, principalmente o campo missionário na Bolívia – Puerto Suarez, onde está o missionário Rev. Geraldo Neto e sua esposa Gláucia.

a) Rev. Adilson Souza dos Santos
Extraído do boletim AGOSTO/2017 IP Central